Perfil

Nasceu em 21 de março de 1964, em uma pequena cidade do sertão da Paraíba. Aos cinco anos, seus pais se mudam para Mato Grosso e, depois, para Rondônia.(...)
Saiba mais.

Vale a pena

Arquivo de maio de 2012

O planeta cada vez mais quente

A queima de combustíveis e a consequente emissão de dióxido de carbono (CO2) tiveram um aumento de 3,2% em 2011, quando comparado aos números de 2010. De acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE), isso significa que foram emitidas 31,6 giga toneladas – cada giga tonelada equivale a 1 bilhão de toneladas – na atmosfera.

Leia mais… »

Maurício de Nassau agora é UNINASSAU

A decisão foi tomada por unanimidade pelo Conselho Nacional de Educação. A partir de agora a instituição passa a ser chamada UNINASSAU

Portaria do Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, publicada ontem (29) no Diário Oficial credenciou a Faculdade Maurício de Nassau como Centro Universitário. A mudança ocorre após decisão do Conselho Nacional de Educação, cujo resultado foi proferido na última segunda (28), em Brasília. Com o novo credenciamento a instituição, ligada ao Grupo Ser Educacional, passa a ser chamada UNINASSAU e poderá dar continuidade ao projeto pedagógico de oferecer vagas no ensino superior com cursos de alta qualidade.

Leia mais… »

O Brasil e a alta taxa de impostos

O Brasil atingiu, na última semana, um recolhimento de R$600 bilhões em impostos apenas nos primeiros meses de 2012. A previsão é de chegarmos a R$1 trilhão antes de outubro e batermos o recorde de 2011, que foi de R$ 1,5 trilhão pagos pelos brasileiros. Estamos na 15º posição entre os países com as mais altas cargas tributárias do mundo. A Suécia lidera a lista com uma participação da carga tributária no Produto Interno Bruto (PIB) de 44,08%, enquanto no Brasil é de 35,13%. Trabalhamos 143 dias por ano só para pagar impostos.

Leia mais… »

Brasil x Dengue

Há anos o Brasil tem travado uma luta constante contra a dengue. Historicamente, no país existem registros de epidemias da doença em São Paulo, nos anos de 1851, 1853 e 1916 e no Rio de Janeiro, em 1923. A partir de então, e até os anos 80, a doença foi praticamente eliminada graças ao combate do Aedes aegypti (mosquito transmissor da doença), durante a campanha de erradicação da febre amarela.

Leia mais… »

A ignorância da discriminação

A discriminação é o ato de considerar que certas características que uma pessoa ou um povo tem são motivos para que sejam vedados seus direitos. Em outras palavras, é considerar que a diferença, seja ela social, racial, religiosa, sexual, por idade ou nacionalidade, implica em diferentes direitos.

Leia mais… »

Dia mundial da Internet

Na última quinta-feira comemorou-se o Dia Mundial da Internet. A data existe desde 2006 e foi instituída pela Organização das Nações Unidas. Para relembrar, a rede mundial de computadores, ou popularmente chamada de Internet, surgiu durante a Guerra Fria e foi pensada com objetivos militares, como uma opção das forças armadas norte-americanas para manter as comunicações em caso de ataques inimigos que viessem a destruir os meios convencionais de telecomunicações.

Leia mais… »

O Brasil cada vez mais bem visto

Atualmente o Brasil vive um momento histórico. Desde a era Lula e agora com o governo da presidente Dilma Rousseff, nosso país tem sido destaque internacionalmente e vem ganhando reconhecimento no cenário mundial.

Leia mais… »

Transparência nas contas públicas

É fato que a política do país não tem sido bem vista pela sociedade como um todo. Todos os dias recebemos notícias sobre novos escândalos, desvios de verbas públicas e até superfaturamento de obras que deveriam ser realizadas para melhoria da qualidade de vida da população. No Brasil, quem paga os impostos ao Estado só tem notícia do dinheiro investido em episódios de corrupção raramente punidos.

Leia mais… »

A privacidade na internet

Em tempos de “era digital”, onde grande parte dos usuários de internet participam de redes sociais, seja como lazer ou trabalho, como é possível ter privacidade ou preservar informações? Essa é uma questão levantada por muitos e sem uma resposta conclusiva.

Leia mais… »

Desenvolvimento, juros e inovação

As recentes decisões da presidente Dilma revelam que ela não tolerará a redução do consumo no Brasil. Dilma, assim como o ex-presidente Lula, incentiva o consumo através da oferta de crédito e da redução dos juros, este último corresponde à cobrança do governo federal por juros mais baixos nos bancos públicos, forçando as instituições privadas a fazerem o mesmo para manterem a competitividade. Consideramos meritórias as ações da presidenta. Entretanto, a política de inovação e a astúcia precisam fazer parte das suas decisões.

Leia mais… »