A Importância da doação de órgãos

Ato, processo ou efeito de doar alguma coisa. Esse é o significado da palavra doação presente no Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Quando pensamos em vida associamos, entre tantas coisas, à doação de sangue e de órgãos. Este ato representa continuidade e renascimento para muitos cidadãos que aguardam em fila por um transplante de órgão ou que necessitam de transfusão de sangue em unidades de tratamento intensivo por motivos de doença ou acidentes de trânsito. Mas, quando se trata da doação, ainda encontramos cidadãos apreensivos em doar.

A confirmação se deu através de pesquisa intitulada Saúde, Vida e Valores, divulgada em maio pelo Instituto Maurício de Nassau, entidade mantida pelo Grupo Universitário Maurício de Nassau. Mais de 800 pessoas foram entrevistadas e, desse volume, 95% se mostrou a favor da doação de sangue. Porém, quando questionados se já haviam doado sangue, apenas 30,1% responderam sim. E somente 10,4% doaram para pessoas conhecidas. Quando perguntados sobre quem pretende doar sangue, 23% afirmaram com veemência que não. Para a doação de órgãos e tecidos, as chances dos receptores aumentam quando a família, mesmo abatida em enfrentar a perda brusca de um ente querido, manifesta o desejo do parente, que em vida, optou por ser um doador. O acréscimo em doações está nos dados da Central de Transplantes de Pernambuco, que apontam para um aumento de 600% no número de doações, no período de 1995 a 2008.

Esse aumento é fruto do desenvolvimento de campanhas, a exemplo da ação realizada pela Faculdade Maurício de Nassau, que lançou campanha para sensibilizar 30 mil alunos com o objetivo de conscientizá-los sobre a importância de se mostrar ainda em vida o desejo de doar órgãos. Documentos foram distribuídos para os alunos que consultaram suas famílias e expressaram o desejo de serem doadores de órgãos e tecidos para fins de transplantes. A mesma pesquisa do Instituto Maurício de Nassau também ouviu a população acerca da doação de órgãos. Neste caso, 84% expressaram o desejo de doar, porém, quando perguntados 54,9% disse que não é doador de órgãos. Essa postura precisa ser quebrada e substituída por participação espontânea, que independa de campanhas educativas e sensibilizadoras.

O estoque do banco de sangue da Fundação Hemope necessita de reposições diárias para devolver esperança a pacientes que aguardam por doação. Todo cidadão pode ligar para o número: 0800-811535 e fazer um ato de cidadania e solidariedade. O incentivo para esse gesto voluntário pode ser feito por você para os seus familiares e amigos. Salve a vida de quem deposita esperanças nesta atitude.

3 Respostas para “A Importância da doação de órgãos”

  • regia:

    Parabens doutor J.JANGUIE por essa sua visao do mundo e de desenvolvimento. E de homens como o senhor o que o nosso BRASIL esta precisando. Abraço e sucesso.

  • Ana Maria Costa:

    Lendo este arquivo, me faz aumentar o desejo de ser uma doadora de órgãos e tecidos, além de também ser de sangue, do qual tinha receio que me impedia de fazer tal atitude, receio este que foi banido neste final de semana, onde fui fazer minha primeira doação de sangue. Experiência excepcional, pessoal, ímpar. Lembrando-me da atitude maior do Ser Supremo para conosco, além de doar seu sangue precioso, Ele também doou a sua vida, para que tivéssemos vida nEle, com Ele.
    Que sejamos imitadores deste Ser Ilustre – Jesus Cristo, de Nazaré.

    Que artigos deste tipo sejam sempre lembrados e/ou relembrados não só pela família Nassau, mas também que outros tenham o prazer de se enriquecer e tomar decisões em prol do próximo.

    Obrigada Dr. Janguiê.

  • Muito bom o Sr, fazer com que algumas pessoas tenha conscietização de HUMANIDADE e SOLIDARIEDADE, PARABÉNS,PARABÉNS!!!BRAVO!!!!BRAVO!!!

Deixe um comentário